34 Dicas: Como Deixar Seu Cachorro Mais Feliz

Se você está aqui, deve estar procurando um jeito de melhorar a qualidade de vida do seu cãozinho.... Eu quero te ajudar a fazer isso, então decidi escrever esse post com 34 dicas de como deixar o cachorro mais feliz. 😉




Vou ser direto ao ponto e falar sobre o que realmente é importante.


Por isso, leia com atenção e aplique o que vou te mostrar aqui e, assim, com certeza seu melhor amigo ficará mais feliz.


Vamos começar!




1. Adestre


Sim! O adestramento, quando feito da forma correta, deixa o cachorro MUITO mais feliz e equilibrado mentalmente.


Eu poderia escrever mais de 100 motivos para você adestrar o seu cão, mas isso deixaria o artigo muito longo.


Por isso veja, resumidamente, os benefícios do adestramento:


  • Aumenta muito o vínculo entre cão e tutor;

  • Gasta a energia mental do cachorro, deixando-o mais calmo e equilibrado emocionalmente;

  • Evita e resolve problemas de comportamento;

  • Diverte o cachorro, que se sente motivado para ganhar as recompensas.


Cão educado é cão feliz!


Porém, o adestramento deve ser feito da forma certa! Sem punições e broncas, que podem deixar o cachorro triste e medroso.


Vou deixar abaixo um link que te ensinará a adestrar/educar o seu cachorro com apenas 15 minutos por dia (e sem punições, claro).


>>Clique aqui para aprender a adestrar o seu cachorro.





2. Passeie


Passear com o cachorro é algo que muitos julgam como desnecessário ou não tão importante.


Mas, a verdade precisa ser dita. Os cães AMAM passear.


Além disso, o passeio é ótimo para a saúde física e mental do cachorro, já que ele se movimenta e pode expressar suas necessidades instintivas, como farejar diferentes odores.


Dica: varie os lugares de passeio com o seu cachorro. Leve-o para trilhas, cachoeiras… Você também se divertirá e perceberá o quanto ele ficará feliz.


Se você não tem tempo para passear com o seu cachorro, sugiro que você procure um DogWalker (passeador de cães) de confiança.





3. Gaste a energia dele


Quando o cachorro fica com energia acumulada, ele fica estressado e triste.


Consequentemente, as chances de ele destruir móveis da sua casa ou cavar o jardim são muito maiores.


Por isso, gaste a energia do seu cachorro. Esse é um dos pontos mais importantes de como deixar o cachorro mais feliz e equilibrado.


Existem várias formas de trabalhar o gasto de energia, veja algumas delas:

  • Esportes Caninos

  • Brinquedos Interativos

  • Ensinar Truques

  • Passeios

  • Brincar de bolinha, frisbee, cabo de guerra...


Se você não tem tempo para gastar a energia do seu cachorro, recomendo que você procure uma creche pet de confiança.


Nas creches pet, os cães fazem atividades com outros cachorros durante o dia e voltam para casa no fim da tarde.


Creches são uma ótima alternativa porque ajudam na socialização do cãozinho e deixam ele super tranquilo durante a noite (e até mesmo durante a manhã do dia seguinte), já que ele gasta muita energia.





4. Frequência adequada de banhos

Sim, eu sei que é ótimo quando o cãozinho está super cheiroso. Mas é preciso tomar cuidado com a quantidade de banhos que o cachorro toma durante certo tempo.

Cada raça possui uma frequência adequada de banhos. Algumas a cada semana, outras a cada 14 dias e outras até mesmo a cada 6 meses.

Dar banhos em excesso pode causar alergias na pele do cachorro e deixar a pelagem dele seca.

Por isso, consulte um veterinário para saber a frequência de banhos ideal para o seu cãozinho.





5. Escove frequentemente


Escovar frequentemente é muito importante, já que se isso não for feito, problemas de pele podem surgir e nós muito grandes podem ser formados e a única solução pode ser a tosa.

Por isso, lembre-se de escovar todas as partes do cachorro: atrás da orelha, no pescoço, nas dobrinhas… Sempre com cuidado para não machucá-lo.



6. Disponibilize água fresca

Troque a água do pote do seu cachorro todos os dias e, se estiver com muita baba ou outras partículas, troque imediatamente.

Água fresca faz com que o cachorro beba mais e fique mais hidratado, o que faz com que ele seja mais saudável.



7. Remédio? Só com autorização do veterinário!

Não brinque de médico. Dar remédios sem os devidos cuidados pode causar intoxicação e até mesmo morte.

Vermífugos com ivermectina, por exemplo, não podem ser dados à alguns cães.



8. Alimentação de qualidade


Procure uma boa ração para o seu cachorro, de preferência alguma que seja super premium.

Além disso, dê a ração correta para a idade dele: enquanto ele for filhote, dê ração para filhotes; enquanto ele for adulto, dê ração para adultos.

A alimentação natural (AN), na maioria das vezes, é melhor e mais saudável para o cachorro. Mas, antes de oferecer, é importante consultar um nutricionista veterinário para saber que tipo de refeição deve ser dada para que todos os nutrientes necessários estejam presentes.





9. Previna Pulgas e Carrapatos

Pulgas e carrapatos trazem um gigante incômodo nos cães, podendo transmitir doenças e causar alergias.

Por isso, consulte um veterinário e descubra o melhor produto anti-pulgas para o seu cachorro e nunca deixe-o sem essa proteção.



10. Ofereça petiscos


Os cães amam comer coisas diferentes! Petiscos próprios para cães são a melhor alternativa para isso.


Porém, evite os petiscos industrializados que você encontra em petshops. Eles não são nada saudáveis e podem trazer problemas gastrointestinais para o seu cachorro.


Fazer receitas de petiscos naturais para cães é super fácil e eles AMAM.


Veja uma aula experimental do curso Biscoitos Naturais Para Cães:


Clique Aqui e Conheça o Curso: Faça as Melhores Receitas para o seu Cãozinho!




11. Mantenha o ambiente seguro


Por mais comportado que o seu cão seja, nunca é 100% certeza que acidentes não vão ocorrer.


Por isso, tenha um ambiente seguro para o seu cãozinho: veja se sua casa tem fios que o ele possa morder, quinas pontiagudas onde ele pode raspar o corpo sem querer, material de limpeza em um lugar que ele possa acessar, tomadas que ele possa lamber...





12. Mantenha-o em forma


Cães gordinhos estão mais propensos a problemas de saúde e doenças, como a displasia coxofemoral.


Por isso, evite dar comida fora do horário que ele come e não ofereça comidas de humanos.





13. Disponibilize Brinquedos


Os brinquedos são a melhor forma de entreter o seu cão enquanto ele está sozinho.

Quando brinquedos estão disponíveis, as chances do seu cão ficar entediado e estressado são muito menores.

O tédio junto à falta de gasto de energia podem resultar em problemas difíceis de serem resolvidos, como a ansiedade de separação.

Além disso, os cães possuem uma necessidade natural de morder e roer, e os brinquedos podem ajudar com isso.



14. Renove os brinquedos

Cães “enjoam” de brincar sempre com os mesmos brinquedos, por isso, tente dar novos ao seu cãozinho quando possível.

Renovar os brinquedos também é importante para a segurança do cachorro, já que alguns tipos de brinquedo diminuem de tamanho com o tempo de uso (como acontece com os ossos de nylon).

Quando você perceber que o brinquedo está ficando muito pequeno, tire-o do seu cachorro, pois ele pode engolir ou se engasgar.



15. Não dê ossos de couro

Por mais que muitos cães gostem, ossos de couro são extremamente perigosos.

Esse tipo de brinquedo vira uma espécie de gelatina, podendo sufocar o cachorro. Vários cães já morreram assim.


Publicidade



16. Deixe ele farejar

Cães possuem o instinto e necessidade natural de farejar. Deixar o cachorro farejar é essencial para que ele não fique estressado durante o dia e fique equilibrado.

Leve-o para diferentes lugares (praças, parques, trilhas…) onde ele possa encontrar odores variados.



17. Música

Cães adoram ouvir música, principalmente as clássicas e/ou com voz, que são ótimas para acalmá-lo.

Músicas causam estímulos emocionais e sensoriais que trazem calma e segurança ao cachorro.




18. Não puna, não grite, não bata!

Esse tipo de ação causa um enorme sentimento de estresse e insegurança no cachorro.

Além disso, faz ele ficar com medo de você, o que é HORRÍVEL para o vínculo entre vocês dois.

Mesmo que ele erre, punir não é a melhor opção. Busque adestrá-lo com uma metodologia positiva, que mantenha o vínculo forte entre vocês dois.

Lembre-se: quanto melhor é o vínculo entre tutor e cão, mais o cachorro obedece.



19. Socialize


Permita que seu cãozinho tenha contato com outras pessoas e com outros cães, já que isso ajuda na prevenção de medo excessivo e de problemas de comportamento.

Faça isso desde os primeiros meses de idade do cão (assim que ele estiver liberado para passear, com as vacinas necessárias aplicadas).



20. Corte as unhas

Unhas grandes, principalmente quando encostam no chão, geram dor e podem até mesmo gerar problemas de coluna no cachorro.

Além disso, com as unhas cortadas o cachorro se sente muito mais confortável para correr e brincar.

Dica: é mais seguro levar o cachorro para cortar as unhas em um veterinário se você não sabe ou não tem confiança para fazer isso sozinho(a).



21. Escove os dentes

Por mais que pareça “coisa de gente”, escovar os dentes do cachorro é extremamente importante.

Esse simples hábito, que pode ser feito apenas 3 vezes por semana (ou mais), ajuda na prevenção de doenças, do mau hálito, de dores dentárias e até mesmo da queda de dentes.



22. Doces!? Nunquinha!

Os doces consumidos por nós são tóxicos para os cães e podem até mesmo matar o cachorro dependendo da quantidade que ele comer.




23. Cuidados especiais no calor e no frio

Em dias quentes, procure passear em horários em que o sol está fraco (de manhã cedo ou no final da tarde), coloque gelo no pote de água e faça atividades mais leves.

Em dias frios, tente acolhê-lo em um lugar mais quentinho e que ele fique confortável.



24. Brinque de esconder petiscos

Cães amam buscar e farejar, e você pode divertí-lo com isso na sua casa!

Mostre o petisco para o cachorro, esconda embaixo de um móvel ou algo do tipo e incentive-o a encontrar. Parabenize e faça festa quando ele achar.

Além de ser mega divertida, essa brincadeira ajuda o seu cachorro a desenvolver o olfato e sua capacidade investigativa.



25. Natação


Se o seu cachorro gosta de nadar, deixe ele fazer isso frequentemente!

Esse exercício traz muitos benefícios: além de ser muito divertido e ótimo para gastar a energia do cachorro, ajuda no fortalecimento das articulações dele.

Se o seu cãozinho não gosta de nadar, é melhor não forçá-lo a fazer isso, pois isso deixará ele tenso e estressado.

Dica: para cães que possuem certa dificuldade de nadar, um colete salva-vidas pet pode ser a solução.



26. Leve-o para viajar

Os cães adoram viajar e conhecer novos lugares, quando possível, leve-o junto com você nas suas viagens.

Hoje em dia existem vários hotéis em diversas cidades que aceitam pets, o que facilita muito.

Se na sua cidade não tem praia, pode ter certeza que se cao vai amar conhecer o litoral e brincar na areia!



27. Não evite o veterinário

Mesmo que o seu cão não goste ou tenha medo, é muito importante fazer check-ups periodicamente para garantir a saúde e vida longa dele.

Check-ups podem identificar doenças com antecedência, facilitando o tratamento.



28. Evite deixá-lo molhado

Deixar o cachorro molhado por muito tempo aumenta consideravelmente as chances de ele ter doenças e alergias na pele. Por isso, mantenha o animalzinho sempre seco.




29. Respeite momentos de tranquilidade


Se o seu cachorro está cansado e querendo dormir, não atrapalhe-o ou agite-o.

Cães dormem bem mais que os humanos durante o dia, o que é necessário para que eles sejam fisicamente e mentalmente saudáveis.



30. Verifique as Fezes

Fezes são um grande indicativo da saúde do animal. Por isso, é importante observar como elas estão saindo.

Se estiverem com uma consistência ou cor estranha, isso pode indicar algum problema de saúde. Se for o caso, leve o seu cachorro ao veterinário.



31. Mantenha as orelhas limpas

Limpar as orelhas do cachorro previne problemas nessa região e facilita a identificar possíveis infecções.

É muito importante fazer isso com os produtos adequados e feitos especialmente para cachorros.



32. Tenha o contato de veterinários

Imprevistos podem acontecer e ter o contato de um médico veterinário de fácil acesso no seu telefone pode salvar a vida do seu cachorro.

Dica: tenha pelo menos o contato de 3 veterinários, por precaução.



33. Não deixe-o sozinho por muito tempo

Isso pode deixar o cachorro estressado e causar problemas como a ansiedade de separação e a depressão.



34. Vai viajar sem ele? Hospede-o em algum lugar!

Muitos tutores contratam alguém somente para ir na casa e deixar comida para o cachorro.

Isso não é o suficiente, já que o cachorro fica preso por muito tempo e com energia acumulada, o que gera um tremendo estresse e ansiedade.

Ao invés de fazer isso, hospede o seu cachorro em algum lugar de confiança.

Pode ser em um hotelzinho, na casa de alguém que faz esse serviço ou até mesmo na casa de um amigo.

Observação: não adianta hospedar em um lugar qualquer. Procure lugares ou pessoas que saibam cuidar de cães e que gastem a energia dele.


Espero que você tenha gostado desse artigo sobre como deixar o cachorro mais feliz! Deixe seu COMENTÁRIO e COMPARTILHE com os seus amigos!



  • seu dog mais feliz instagram
  • seu dog mais feliz twitter
  • seu dog mais feliz pinterest

© Todos os Direitos Reservados · Política de Privacidade